Trgêmas Helena, Isabel e Micaela

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Os dias no hospital e agora em casa finalmente!!

Como prometido, voltei pra contar como foram os ultimos dias no hospital e agora como tem sido em casa.

O post é longo (pra variar), mas é que tem muita coisa pra contar rsrs...

Depois que a Micaela voltou pro quarto, a rotina ficou pesada... Isso porque a intenção era amamentá-las exclusivamente no peito e só assim teriam alta ("normas" do hospital). Porém, a estratégia não deu muito certo. Fiquei 2 dias e 2 noites sem dormir, meu bico do peito parecia que ia cair e eu chorava na hora de amamentar de tanta dor. Elas não desgrudavam mais do peito e não dava tempo do peito encher de leite de novo. Foi uma tortura, tanto pra mim, quanto pra elas... Sem contar que perderam peso nesses dias. Eu chorava de dor, e elas de fome... Resultado: Surtei... Entrei em parafuso mesmo... Impossível pra mim... E ver minhas filhas com fome era mais torturante ainda. Maaaas, depois de muito chororo da minha parte, elas começaram a receber o complemento de Aptamil Pré. Precisavam tomar no copinho, o que também não foi fácil A Helena não aceitava o tal copinho de jeito nenhum. Até a fonoaudióloga precisou dar uma ajudinha com alguns exercícios pra estimular. E deu certo... Finalmente elas começaram a ganhar peso e meu peito volto a encher. E assim foram nossos ultimos dias no hospital. Cada dia era uma expectativa para a hora da pesagem (me lembrou até aquelas lutas do UFC, onde cada grama faz diferença rs). A meta era que a Isabel atingisse 1.600g para termos alta. Isso porque as outras duas já estavam com peso suficiente pra alta. E a danadinha ganhou peso muito rápido. Na quinta dia 13/06 ela estava com 1586g, ou seja, ela certamente atingiria 1600g na sexta, mas o Dr Ruy conversou comigo na quinta e achou melhor esperar que ela atingisse 1640g mais ou menos pra garantirmos uma alta consciente. E ele imaginou que isso fosse demorar todo o final de semana e portanto só teríamos alta na segunda. E não é que a danadinha ouviu, e pensou: O que??? Quero conhecer minha casa Dr Ruy rs... Na sexta, na hora da pesagem, adivinha? 1640g exatamente. Quando ele viu, deu alta na hora rsrsrsrs... Minha guerreirinha não queria passar mais um final d e semana internada.

E assim foi nossa despedida do hospital... meio as pressas, nem deu tempo de se despedir de todo mundo, principamente porque trabalham em turnos... Mas queria mandar um agradecimento especial a todas as enfermeiras do alto risco, que cuidaram de mim antes da chegada das gatinhas, e as da unidade C e da UTI, que cuidaram das minhas princesas tão bem... Adotaram minhas filhotas... As da UTI chegavam a cada plantão perguntando quem seriam suas filhas... é muito bonito ver essa dedicação toda. As da unidade C então nem se fala... verdadeiros anjos. Não vou citar os nomes porque não vou lembrar de todas e aí já viu, a ciumeira vai rolar solta rsrsrs... Peninha não ter dado tempo de tirar uma foto com todas.
Quero agradecer também a mamãe de leite, que levava o "almoço" das meninas todo dia... A amiga da lavanderia, que se dispôs a lavar nossas roupas durante nossa "hospedagem". A querídissima da Copa, que preparava minhas refeições com o maior carinho do mundo... A titia da limpeza, que todo dia ia dar um xêro nas meninas. As meninas do banco de leite. A Juna, que sempre insistia pra que fizéssemos o Canguru com as meninas, e quando tive dificuldades com o copinho foi nos ajudar... Aos médicos todos... tanto da UTI quanto da unidade C. Agradeço imensamente cada um deles por dedicar um tempo de sua vida pra cuidar do meu bem mais precioso... Enfim... Foram tantos anjos que estou até com medo de estar esquecendo alguém.

Agora sim... finalmente em casa... Um momento tão esperado!!!

Como já contei láaa no começo do blog, faz pouco mais de um ano que moramos em Assu, então, tudo tem sido uma adaptação. Montamos nosso negócio, que é um carrinho de lanche chamado Prensadão, e assim fomos conquistando as coisas por aqui. Nosso lanche faz muito sucesso na cidade e todos adoram. Mas mesmo assim, tudo é sempre muito suado, então não temos condições de pagar uma babá por exemplo. Resumindo, somos só eu e o Michel pra cuidar das pequenas. Durante o dia ele fica comigo revezando nos cuidados das meninas e no preparo das coisas do Prensadão e a noite eu fico sozinha mesmo. Mas confesso que isso tem sido muito bom pra nós. Pelo menos não fico com aquela sensação de que poderia estar aproveitando mais minhas filhas. Curto cada segundinho com elas e amo cuidar delas. Faço tudo com muito amor e prazer. Realmente nasci pra ser mãe, tenho certeza disso.

Aí vem a pergunta: Como você dá conta?? Simples, não me apavoro. Faço tudo com calma e tranquilidade na medida do possível. Sou só uma e acho que elas sabem disso, pois colaboram muito com a mamãe. Normalmente não choram as três ao mesmo tempo, mas quando isso acontece, tento conversar com elas e desde já ensinando que nem sempre elas vão poder ganhar colinho quando choram. Várias vezes acontece de ter que deixar uma delas chorando enquanto estou amamentando por exemplo. É claro que dói no coração da mamãe aqui, mas faz parte do processo... Converso muito com elas, e elas são muito espertas. Acompanham com os olhos me procurando, lindo de ver...
Mas o segredo é esse, é não se desesperar. E muito menos se achar a super mãe e querer dar conta de três chorando ao mesmo tempo. Humanamente impossível, pode crer. Esse negócio de pode isso, não pode aquilo, funciona muito bem quando se tem apenas um bebê. Quando são três, vamos abrindo as exceções por favor. Por exemplo: Mamadeira... Tabu no hospital e pra qualquer pediatra. Entendo que minhas filhas são prematuras e precisam ainda mais do leite materno, mas precisam também de uma mãe sã e saudável pra cuidar delas, então não adianta querer forçar a barra e dizer que só posso dar copinho porque na mamadeira elas vão largar o peito. Se isso acontecer, Deus é testemunha que estou fazendo tudo que posso e sou bem consciente disso. Vou amamentar enquanto elas quiserem e eu tiver condições. Se elas não quiserem mais o peito, ainda vou tentar tirar o leite e colocar na mamadeira. E se nem assim der certo, vão ficar só na fórmula mesmo e não vou me martirizar por isso. Veja, já disse e repito: nem tudo que funciona pra bebês únicos ou até pra gêmeos, funciona pra trigêmeos.
No dia que completaram 1 mês, a Micaela amanheceu com o olhinho grudado. Conjuntivite. Tadinha. Parece que tudo acontece com ela... Tentei tratar apenas com agua e soro fisiológico mas depois de 5 dias não tinha resolvido e a pediatra resolveu receitar um colírio. Estamos colocando desde ontem e graças a Deus já está beeem melhor. E o melhor de tudo, as outras não pegaram (ainda rs). Estou deixando ela meio que num isolamento. Até no bercinho coloco uma almofada entre elas e tudo que é da Micaela está separado. Acho que está resolvendo.

Só sei dizer que estamos muito bem com a nova rotina... Cansados, mas imensamente felizes...

Agora algumas dicas úteis:
- Tive problemas com as fraldas RN da Pampers. Quando as meninas faziam cocô, a fralda simplesmente grudava na bundinha delas. E não era por ter muito tempo não. Aconteceu delas acabarem de fazer e já grudar. A fralda tem uma espécie de telinha que é o que gruda na bundinha. Depois que comecei a dar a fórmula, isso não acontece mais porque a consistência do cocô mudou um pouco, mas vale a dica.

- Limpem beeeem o umbigo com alcool 70. Eu limpava 3 vezes ao dia e o umbiguinho delas secou super rapido e está ótimo.

- Faço a tática de quando uma acorda pra mamar, todas mamam. Normalmente elas acordam sozinhas, mas quando uma permanece dormindo, acordo pra dar mamá também. Assim, todas mamam no mesmo horário sempre, caso contrário, nem planilha salva.

- Falando em planilha, comigo não funcionou. Não consigo lembrar de anotar e acabo me confundindo mais ainda. Prefiro guardar os horários mesmo. Mamou agora, vai mamar tal hora. Mas isso vale pra mim... Pode ser que outras mamães precisem. Aconselho a tentar usar e ver como se adaptam.

- Durmam sempre que tiverem tempo. Agora mesmo minha mãe veio me falar pra aproveitar o soninho delas pra dormir um pouco, mas queria compartilhar com vcs essas experiências rs. Mas esse é o melhor conselho que posso dar. Porque nunca sabemos quando a crise de cólicas vem rs. E ela pode levar muuuito tempo pra passar e aí é preciso ter paciência. E quando estamos com sono, é difícil ter paciência.

- Cólicas. As meninas começaram com crises de cólicas ainda no hospital e lá mesmo eles davam 2 gotas de Luftal. Pra elas resolve. Sempre que elas tem crises fortes que nem com massagem resolve, recorro ao remedinho. Mas façam massagem. É uma delícia tanto para os bebês quando para as mamãe... Adoro ficar vendo a carinha de alivio delas... É muito fofo.

- Comprei três berços e pretendo usar os três, mas por enquanto estou colocando elas pra dormir no meu quarto em um berço só. Quero ver se consigo providenciar uma babá eletrônica pra poder colocá-las pra dormir no quartinho delas. Isso porque elas estão ficando cada vez mais espaçosas e as vezes uma acorda a outra com tapas e pontapés rs. (vocês podem comprovar na foto que vou postar mais abaixo rs).

- Quando você estiver morrendoooo de sono e seu bebê não quiser dormir, respire fundo, olhe bem pro rostinho do seu filho e sorria. É o melhor remédio rsrsrs... E to falando super sério rsrsrs...

- Não queiram ser super mães.. Sejam simplesmente mães!!!!

Com certeza tenho outras dicas pra dar, mas agora não lembro. Vou contando sempre que lembrar de alguma coisa.

Quero aproveitar pra agradecer a visita sensacional que tivemos... A vó do Michel (e agora minha também rs) e o tio dele vieram de Curitiba e ficaram uma semana em casa. Foi ótimo receber conselhos de quem entende muuuito de cuidados com bebês. Foram dias ótimos e muito agradáveis e já estou com saudade.

Micaela (no isolamento rs), Helena e Isabel. Tapas e pontapés rolam soltos.


Já vou pedindo desculpas antecipadas se eu demorar pra postar, mas meu acesso a internet está limitado.
Volto assim que possível!!!

Um suuuper beijo quintuplo!!!!
Fran, Michel, Lena, Isa e Mila!!!




7 comentários:

  1. Lindezas!!!!!!!!
    Bjus
    http://seraquevousermae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Minha aamigaaaaaaaa!!
    Me identifiquei muito com você na amamentação das meninas... Lembra quando meu seio empedrou e o Lu tinha que dar mamadeiras e eu choravaaaaa???? Entendi cada palavra sua... E fico feliz que assim como o Gui, as meninas estão ganhando peso e sem fome!
    Que Deus continue abençoando você!
    Te amo guria!!! E não vejo a hr de conhecer as princesas!
    Beijos á todos!

    ResponderExcluir
  3. Fran realmente a melhor coisa que vc faz é criar suas filhas sem ajuda externa, só vc e seu marido, no caso as pessoas se instalam lá em casa no intuito de me ajudar e criaram várias nas manias nas meninas que até hoje eu peno para tirar.

    Tri-beijos Desirée
    astrigemeasdemanaus.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oie Fran...
    Nossa, tão bom saber que estão em casa e que, apesar de todo trabalho, você e o Michel estão se saindo SUPER bem! Sua filhotas são lindas, e você foi escolhida a dedo pra ser essa super mãe! Parabéns!!!
    Ha´.. lembra que eu disse no email sobre meu primo!? Então, ele nasceu!!! Enorme e cabeludo! rs. 3.820kg e 51cm, um meninão! Marcos Felipe é o nome dele.. Estamos babando!
    Depois te mando fotos por email.

    Deus abençoe você e sua família linda!

    Beijos

    Ingrid - Belo Horizonte/MG

    ResponderExcluir
  5. Fiquei até emocionada com seu post, eu tenho gêmeos de 1 ano e 4 meses e definitivamente não é fácil quando o cansaço bate.
    Boa sorte nessa nova jornada, Deus sempre está do nosso lado, guardando e zelando por nós, isso eu tenho certeza.
    Beijos nesse trio maravilhoso.
    Assim que der me faz uma visita:
    http://www.thatamaisdois.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Menina ainda não sou mãe, mas adoro essas dicas de quem é, e o melhor vc é triplamente, então tem que dar um jeito para não enlouquecer e nem pirar as meninas...rsss, suas bebês são lindas, adorei ter conhecido o blog.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Muito bom ler isso sabe..

    e hj eu tava pensando nessa frase "super mãe"a gte quer ser mas não dá. nao podemos nos cobrar..
    mas alem de naos nos cobrar..nao quero q os outros me cobrem..
    to super sofrendo por antecipação, mas to tentando me acalmar.
    pq quero ficar com meus meninos e queria fazer isso sozinha, "sem crise". aceitar como vai ser. (se me deixarem, mas tb sei q a gte q põe limite ne?)
    sei q fácil nao vai ser. mas eh possível!!!

    e ate tava pensando no que vc falou sobre nao se apavorar. acho q eh o segredo realmente.

    minha hora esta chegando e espero aproveitá-la o máximo que der!!

    parabens viu!
    amei as dicas e as outras serão mto bem vindas!

    obrigada por compartilhar!

    melhora pra micaela!
    e linda as fotos!!!

    beijosssss

    ResponderExcluir